Login
10 Dicas de Segurança Residencial: Saiba Como Proteger Sua Casa!

10 Dicas de Segurança Residencial: Saiba Como Proteger Sua Casa!

22/10/2019

10 Dicas Essenciais de Segurança Residencial para Deixar sua Casa Sempre Protegida. Aprenda tudo em nosso artigo!


Quer manter a proteção da sua residência? Então você precisa começar a colocar em prática algumas dicas de segurança residencial

Isso mesmo!

Quando estamos no conforto do nosso lar, é comum esquecermos dos riscos que existem fora desse ambiente. 

Com isso, abre-se margem para criminosos agirem e se aproveitarem da falta de proteção que existem nas residências hoje em dia. 

Apesar disso, a preocupação em relação a segurança residencial já tem crescido entre os brasileiros.

Segundo a Pesquisa Nacional sobre Segurança Eletrônica, realizada pela SMG cerca de 69% dos prestadores de serviços da área atenderam projetos para residências. 

E entre os serviços mais solicitados estão a instalação de videomonitoramento e sistemas de alarme.

Mas, existem várias outras dicas de segurança residencial que você também pode colocar em prática.
A primeira delas é:

Invista em Sistemas de Segurança Residencial

A primeira coisa que você precisa fazer para garantir mais proteção para o seu patrimônio é investir em sistemas de segurança.

E não precisa ser um supercomplexo sistema de câmeras de última geração.
Acredite, já existem opções bem acessíveis para o bolso dos brasileiros.

Desde sensores de movimento, até trancas digitais que só permitem o acesso por meio de senha. 

Tudo é uma questão de pesquisar prestadores de serviço na sua região, e também entender o que se adequa melhor ao seu lar. 

Por exemplo, se você mora em um condomínio que já conta com circuito interno de câmeras, talvez seja mais interessante investir em uma fechadura digital. 

Agora, se você mora em uma casa, e ela fica a maior parte do dia sem ninguém, talvez seja interessante investir em uma alternativa mais robusta.

Dicas de Segurança Residencial: Cuidado com Aquilo que Você Posta nas Redes Sociais


As redes sociais se tornaram praticamente indispensáveis na vida de muita gente.

Contudo, ficar postando muitas informações nessas plataformas digitais pode acabar deixando o seu patrimônio em perigo. 

Muitos criminosos ficam de olho nos perfis para conhecer mais à fundo a rotina de uma pessoa ou família.

E quando eles já sabem exatamente o modo de funcionamento da rotina de uma residência, simplesmente se preparam e atacam.

Seja entrando na casa quando não há ninguém no espaço, ou até mesmo fazendo pessoas de refém.

Por isso, pode ser muito perigoso expor informações pessoais para qualquer um ver. 

Isso não quer dizer que você não deva usar as redes sociais.

Contudo, é importante tomar alguns cuidados básicos para ajudar a aumentar a sua proteção contra diferentes tipos de crimes e golpes, incluindo virtuais!

Entre eles estão:

Conte com uma Rede de Vizinhos Solidários

Cada vez mais bairros têm investido nessa estratégia. Por meio da união de vizinhos, é possível garantir a segurança de toda a região, e não apenas de uma casa. 

O modo de funcionamento desse tipo de rede pode variar de cidade para cidade.

Contudo, de modo geral os vizinhos se unem para criar uma espécie de monitoramento coletivo. 

Todos ficam de olho em movimentações suspeitas no bairro.

E caso identifiquem algo de errado, acionam a policia e o morador da residência que está sendo alvo da movimentação.

Em alguns bairros, essa rede também se une financeiramente para suprir as necessidades de segurança que o Governo não consegue atender.

É comum, por exemplo, que os moradores se unam para implementar circuitos de segurança na região. 

O valor da instalação e dos equipamentos é dividido entre todos, e geralmente uma empresa fica encarregada do monitoramento. 

Outro tipo de alternativa muito comum é a contratação de empresas de segurança privada que fazem a vigilância diariamente nas ruas. 

Tudo isso pode ajudar a criar um ambiente mais seguro para todos.

E como todas as despesas são compartilhadas entre os vizinhos, é possível baratear ainda mais os custos.

Crie um Check List de Proteção Antes de Sair de Casa

Outra dica de segurança para residências que pode fazer a diferença na proteção do seu patrimônio é criar um check list para sair de casa.

Quando você sai de casa apressado sem verificar algumas coisas importantes, também pode colocar ela em risco. 

É muito importante tomar alguns cuidados básicos como desligar o gás, verificar se as janelas e portas estão trancadas, ter certeza que o fogão não ficou ligado. São coisas simples, mas que fazem toda a diferença quando o assunto é segurança residencial.

O ideal é que você crie uma lista, que pode ser no papel ou smartphone e antes de sair de casa, verifique todos os itens. 

Com o passar do tempo você verá que a verificação se tornará praticamente um hábito. Você já fará ela automaticamente, o que irá garantir mais segurança para a sua casa. 

Tenha um Seguro Residencial 

Mais uma das dicas de segurança residencial é ter um seguro domiciliar.

Esse tipo de proteção é indispensável para proteger seu patrimônio não só contra a ação de criminosos, mas, também, contra outros tipos de problemas. 

Uma chuva forte que tire as telhas do lugar, uma descarga elétrica que queime eletrodomésticos ou até mesmo coisas mais simples do dia a dia, como um cano que estourou.

Tudo isso pode comprometer o seu lar de alguma forma, e para evitar dores de cabeça, o melhor é contar com uma apólice. 

Com esse tipo de seguro, você terá todo o suporte financeiro necessário para lidar com essas questões.

E o bacana é que atualmente existem opções de seguro que cobrem os mais diversos tipos de eventos e serviços, tais como: 

Ou seja, ao contratar esse tipo de serviço, você conseguirá proteger a sua casa de diferentes formas, trazendo assim mais tranquilidade para a sua família. 

Sempre Retire Eletrodomésticos da Tomada Antes de Sair de Casa
Problemas elétricos representam um dos principais fatores que colocam a segurança de um patrimônio em risco.

Isso porque, qualquer oscilação da rede elétrica pode desencadear um curto circuito e consequentemente um incêndio. 

E quando você não fica muito tempo em casa, isso se torna mais perigoso pois pode ser que ninguém consiga chamar os bombeiros a tempo. 

Por isso, para diminuir as chances desse tipo de situação, sempre antes de sair de casa tire todos os eletrodomésticos da tomada.

Assim, caso ocorra alguma oscilação da rede elétrica, eles não irão correr o risco de queimar ou de desencadear um curto circuito.

No caso de períodos longos longe de casa, também é interessante desligar os disjuntores elétricos de cada cômodo no quadro de luz. 

Deixe apenas os essenciais, como cozinha e o sistema de alarme e monitoramento ligados, caso haja. 

Antes de Entrar no Portão de Casa ou Condomínio, dê Algumas Voltas na Quadra e Verifique se não há Ninguém Suspeito

Você é do tipo de pessoa que entra em casa direto, sem nem olhar para os lados?

Pois saiba que esse é um tipo de atitude que coloca você e seu patrimônio em risco. 

Muitas vezes os criminosos ficam à espreita, e se aproveitam desse momento quando a pessoa já pensa que está em segurança dentro de casa.

Eles usam essa distração muitas vezes para assaltar o indivíduo, roubar um veículo, ou até mesmo invadir a residência, uma vez que a própria pessoa acaba abrindo o portão.

Por isso, uma das dicas de segurança residencial é sempre ficar atento antes de entrar na sua casa.

Dê algumas voltas na quadra e observe se não há nenhuma atividade estranha, como carros, pessoas andando de um lado para outro na rua, e até mesmo paradas em esquinas e postes. 

Se você identificar algo do gênero é melhor esperar ou até mesmo ligar diretamente para as autoridades informando sobre a situação.  

Mude sua Rotina Periodicamente


Quem mantém a mesma rotina todos os dias também abre margem para insegurança.

Sair sempre o mesmo horário de casa, fazer a mesma rota, praticar os mesmos hábitos, tudo isso pode acabar colocando a segurança do seu lar e a sua própria em jogo.

O ideal é que você mude a sua rotina periodicamente, para evitar que criminosos acabem usando isso para cometer crimes.

Claro que existem algumas coisas que é praticamente impossível mudar periodicamente, como o horário de trabalho. 

Mas, existem algumas maneiras de mudar esses detalhes no dia a dia.

Por exemplo, você pode sair um pouco mais tarde, sem que isso comprometa a sua rotina de trabalho. 

Se você vai ao banco toda segunda-feira, pode passar a variar os dias. A casa passa horas por dia sem ninguém?

Que tal pedir para um familiar, amigo ou vizinho dar uma olhada no local durante o dia para verificar se está tudo bem?

São esses pequenos detalhes que fazem toda a diferença na hora de manter a segurança da sua residência.

Tenha Itens de Segurança Básicos Sempre em Casa

Quando falamos de segurança residencial, a maioria das pessoas pensa apenas em sistemas de alarmes e circuitos de câmeras.

Isso porque a grande maioria só associa a proteção do patrimônio à crimes. 

Contudo, existem várias outras coisas que podem colocar o seu patrimônio em risco.

Por exemplo, não ter um sistema adequado de combate ao incêndio é extremamente perigoso.

Caso um foco de fogo se inicie no local, você não terá nada para tentar combater até a chegada dos bombeiros. 

Por isso, quando você pensar em segurança residencial, também certifique-se de ter alguns itens básicos, tais como: 

Esses são alguns dos itens básicos que você precisa ter em casa.

Além disso, sempre lembre de verificar o prazo de validade dos produtos, como é o caso dos extintores de incêndio e dos kits de primeiros socorros (principalmente medicamentos). 

Evite Deixar Coisas de Valor em Locais de Fácil Acesso 

Uma das dicas de segurança residencial que você precisa passar a colocar em prática é evitar colocar coisas de valor em locais de fácil acesso.

Nem sempre o criminoso precisa arrombar portas e quebrar janelas para conseguir o que precisa.

Atualmente, uma simples bicicleta na frente de casa já é o suficiente para chamar a atenção, dependendo da região onde você mora.

Por isso, é importante evitar que objetos de valor fiquem em locais de fácil acesso. 

Por exemplo, deixar televisores de frente para janelas que não possuem grades é mostrar para um criminoso que algo de valor pode ser roubado com facilidade.

O mesmo vale para itens em garagem ou no quintal. 

O ideal é que você sempre tenha um lugar seguro para suas coisas de valor.

Se você tem algum tipo de joia, por exemplo, nada de deixar ela em cima da penteadeira. 

O ideal é guardar em um cofre ou no mínimo em uma gaveta com chave. Você trabalha em casa e tem equipamentos caros na sua residência, como câmeras e notebooks?

Sempre que for fazer algo fora de casa, guarde o que puder em armários com chave, e tranque também as janelas e portas do cômodo onde os itens ficam.

Todo cuidado é pouco quando se trata de segurança residencial. 

Conclusão 

Com essas dicas de segurança residencial, você verá que será mais fácil manter o seu lar protegido.

Mas lembre-se, esse é um tipo de cuidado que precisa ser constantemente atualizado, uma vez que os criminosos estão sempre trabalhando para aplicar novos tipos de crime.  

+ Leia outras notícias

A melhor plataforma de e-commerce para criar sua loja virtual. Monte a sua agora